Interlagos: Primeiro dia do Campeonato Paulista e aniversário recheado nos Track Days

Crazy for Auto

O aniversário de São Paulo foi mais especial do que geralmente é. Nesse fim de semana que passou o Autódromo de Interlagos teve três dias de muita velocidade e disputas, começando pela primeira etapa do Paulista de Velocidade.

A inauguração das disputas oficiais estava diferente do que costuma ser, com um autódromo vazio nos treinos de sexta e no dia das corridas, no sábado.

Depois que a F-Vee rachou, tanto ela como a F-1600 não compareceram na estreia das disputas na capital paulista. Com isso, um fim de semana que seria inchado normalmente ficou mais vazio. 

A Classic Cup também teve menos carros no grid. Alguns pilotos que disputariam normalmente a prova inaugural se juntaram ao pessoal do Força Livre. O destaque da abertura do campeonato ficou com  o Denísio Casarini, que não tomou conhecimento dos concorrentes e de ponta a ponta venceu em Interlagos.

Outro destaque da prova foi Antônio Chambel, que fazia uma excelente prova de recuperação. Depois de largar dos boxes, o Passat #57 lutava nas últimas voltas para abocanhar a segunda posição. Na entrada do “S do Senna”, passou pela Puma do Cesar Carloni que não conseguiu parar. A forte pancada fez o Passat capotar e ficar com as rodas viradas para cima na área de escape. Ninguém ficou ferido. Chambel e o Passat #57 ainda fizeram a volta mais rápida do dia, com 01:58.656.

Aqui você encontra o resultado oficial da prova

Sequência do acidente de Chambel e Carloni. A galeria inteira você confere aqui.

No Marcas e Pilotos, a vitória ficou com Gustavo Mascarenhas, do Uno #87. Ele recebeu a quadriculada liderando desde a primeira volta, com uma atuação segura, sem deixar que os rivais encostassem.

No domingo, quem esteve na pista foi o pessoal do track day da “Crazy for Auto” com um imenso track day que contou com 106 carros!

A organização fez bem em separar os carros por potência deixando a pista mais segura e melhor para quem queria baixar tempo. Ao invés de fazer duas grandes baterias, corriam por uma hora os carros de menor cavalaria e depois os de maior, assim revezando por oito horas.

O domingo começou com um Sol de rachar, mas às 16 horas já parecia noite e um temporal despencou forçando a bandeira vermelha. No asfalto um pouco de tudo, desde Ford Ka até Cherokee SRT8, passando pelo trio de Gojiras GT-R35 monstro de Ruette Filho, que aliás proporcionou uma cena meio assustadora, meio cômica ao desfilar com o carro em chamas desde o “S” até a subida do Laranjinha com o pessoal do resgate tentando uma perseguição a bordo de uma Hilux. Acabou tudo bem, menos para o GT-R, que precisou passar o resto do final de semana no box.

Um outro destaque foi a BMW M3 E30 com finíssima preparação de época, nos mínimos detalhes, de Hamilcar Cordeiro.

Os tempos oficiais você confere aqui, com o melhor  da geral ficando com Alexandre Assolini Mota e seu Mustang Shelby GT500 preparado até o inferno e virando em 1:41,514.

Na segunda-feira, aniversário de SP, o autódromo ficou mais vazio do se imaginava, mas quem foi no JDM Wars do Time Attack pode aproveitar uma pista bem mais livre do que no dia anterior. No dia dedicado aos carros japoneses, os destaque ficou, mais uma vez, com o Subaru WRX Speciallizer de Ricardo Meirelles.

Os tempos oficiais ainda não foram divulgados na página do Facebook, mas assim que saírem atualizamos aqui.

Fique com a galeria de fotos:

Texto:
Nelson Paliarussi e Ricardo Varoli

Fotos:
Ricardo Varoli
Anderson Zambrzycki (acidente de Chambel e Carloni)

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *