500km de São Paulo – Corrida espetacular é marcada por chegada inacreditável

DSC_0761_resize

O trio Guilherme Spinelli/Ingo Hoffmann/Leandro de Almeida do Lancer #5 venceu os 500km de São Paulo com diferença de 0,109 segundo de vantagem para a Ferrari #23 de Renato Cattalini/Fábio Greco. Os volantes presentearam o público com uma corrida de 146 voltas espetaculares.

Os 500km de São Paulo começaram de forma eletrizante com o protótipo #80 de Alexandre Finardi/Gastão Weigert mantendo a liderança. Ney Faustini #25 largou a toda velocidade para ganhar a posição de Sérgio Pistili/Valter Pinheiro no Protótipo #151. Ney desceu a bota no freio para uma travada espetacular levantando uma nuvem de fumaça que escondeu o restante do grid.

DSC_0092 - Copy_resize

Logo depois de duas voltas, o #80 já abria vantagem, mas como cometeu alguns erros, o #25 e #151 vieram forte para disputar a ponta. No meio do grid o Lancer #5 perseguia implacavelmente a Ferrari #23.

Uma das primeiras baixas foi a BMW de #19 de Jorge Machado, com o diferencial avariado. Na pista, o motor Nissan V6 de Alexandre Finardi/Gastão Weigert começava a falhar e o Lancer ia subindo pelo grid, agora com a Ferrari em seu encalço.

Depois de uma longa recuperação, o pole #80 voltou a liderança com apenas 30 voltas para o fim, parecia que não sairia de lá, mas uma simples porca se quebrou e a roda dianteira direita não estava mais firme. Fim de prova para o time catarinense que lutou muito. Bom para o Lancer de Ingo/Spinelli/Almeida, que veio escalando posições de forma consistente e ficou com a vitória no colo. Porém, essa corrida ainda guardava surpresas.

A Ferrari #23, pilotada por Grego, vinha comendo o asfalto e se aproximando rapidamente, tirando uma diferença de mais de um minuto! Todos se amontoavam no pitwall e paddock vendo os carros aparecerem e desaparecerem no relevo do Velo Cittá. Depois de momentos intermináveis, o Lancer aparece soltando fumaça com a Ferrari embutida na traseira, após uma pancada em uma das freadas do miolo. Grego ainda colocou o carro de lado, mas não dava mais, e Almeida passou em primeiro para delírio dos expectadores.

Os clássicos

Não pense que o show foi “apenas” com a corrida principal. O dia ainda teve F-1600, Classic Cup e a largada ao estilo Le Mans com grandes nomes do automobilismo brasileiro dando algumas voltas de exibição. Estavam presentes Bird Clemente, Fritz Jordan, Luiz Evandro Águia, além de Aguinaldo Charuto, sempre presente onde há boas corridas.

_MGL9121_resize

Na Classic, a lenda Denisio Casarini disparou como uma bala na largada para tomar a posição de Chambel, mas o Passat não estava para brincadeira e retomou a primeira colocação. Após muitas voltas ao bom estilo “Classic Cup”, ou seja, com disputas, portadas e rodadas, Casarini recuperou a liderança e quebrou a sequência de vitórias de Chambel.

Na F-1600, quem passou à linha de chegada na frente foi Tubino, no #50, seguido de perto do vencedor do dia anterior, Gabriel Lusquiños, muito contente com seus resultados, desfilando um sorriso permanente de orelha a orelha.

Quem foi ao Velo Cittá pode conferir um final de semana incrível! Todas as corridas, sem distinção, foram para agradar os amantes da velocidade.

Que venham os 500km de 2016!

Fotos:
Ricardo Varoli
Vinicius Ferraz / Largada Le Mans

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *