Salão do Automóvel 2014

Salão Brasil 2014

A mais tradicional feira de carros do Brasil chegou à sua 28ª edição em seus 54 anos de idade. Este ano, o foco das montadoras foi voltado às tecnologias híbridas e no segmento dos carros de luxo.

Salão Brasil 2014

O grande destaque foi o Porsche 918. Recordista para carros de rua em Nordschleife, a máquina custa quase quatro milhões de reais. Com produção limitada a 918 unidades, foram trazidas três para compradores do Brasil. Mesmo acompanhando todo seu desenvolvimento pela internet, vê-lo ao vivo é algo que impressiona.

Outro grande destaque foram os carros de competição. Toyota, Audi e Porsche trouxeram seus carros da LMP1 que correm no WEC e nas 24 Horas de Le Mans. Apenas o das quatro argolas era original, sendo os outros dois, réplicas, mas que não decepcionavam. A Renault trouxe um Lotus guiado por Senna em 85. Bom, não foi bem o carro de Ayrton, mas sim um 95T pilotado por Elio di Angelis e Nigel Mansell adaptado para homenagear o tricampeão. No estande da montadora ainda estavam em exibição três motores de diferentes épocas da F1.

A Honda presenteou os visitantes com o MP4/4 #12 original (!!!), guiado por Senna no ano de seu primeiro campeonato e que foi o último campeão da primeira era turbo da F1. Ainda no estande da japonesa, o novo Civic Si Coupé juntou muitos curiosos a sua volta.

A BMW deu enorme destaque aos seus modelos elétricos, i8 e i3, mas o que realmente valeu a visita foi o M4, que retorna ao famoso 6 em linha. A rival Mercedes levou o AMG GTS, que ao vivo parece ainda mais bacana, com suas proporções reduzidas que remetem aos esportivos do passado. Fechando o triunvirato alemão, a Audi deu grande importância aos híbridos como o A3 E-tron. Gerold Pillekamp, gerente de produto da marca, comentou que uma isenção do governo federal vai viabilizar a produção destes modelos, que podem se aproximar ao preço dos carros à combustão. Para ele, o Brasil, apesar de ainda engatinhar, é um mercado atrativo para os carros híbridos.

A Chevrolet trouxe o Camaro Z/28, com sua cara de mau, e o novo Corvette, que conquista nos detalhes (confira na galeria). No estande também estava o Onix Track Day, que mostrou que a marca está atenta às tendências do mundo das pistas.

A Ford apresentou o novo Mustang em duas versões, fastback e conversível. A montadora ainda não deu certeza se vende, ou não, o carro oficialmente no Brasil, contrariando seu concorrente direto, o Camaro. Ainda estavam expostos um Mustang 1960 e novo KA.

Salão Brasil 2014

 A Jaguar trouxe todos os carros de sua linha que está cada vez mais elegante. Difícil negar que o F-Type foi o carro mais bonito do salão. No outro extremo do grupo, os Land Rover esbanjaram sua clássica elegância bruta, com destaque para o Range Rover Longwheel Base Autobiography Black, com todos os seus mimos e luxos.

Sobre a organização, os mesmos problemas de sempre: calor excessivo, filas intermináveis, lotação máxima, comes e bebes a desejar com preços batendo no teto, banheiros insuficientes, estacionamento caro e distante… Bem, nada diferente de duas décadas atrás, a não ser o valor do ingresso, que subiu bastante.

Nem tudo foi perdido, pois alguns expositores capricharam para receber o público, como a Jaguar/Land Rover que deixou vários carros abertos para quem quisesse testar a maciez do banco de um F-Type ou de um Evoque. A Chevrolet criou um mezanino onde poderia controlar o fluxo de pessoas que queriam ver o novo Corvette, mesma medida tomada pela Nissan para mostrar o GT-R.

E você, caro leitor, achou que valeu a pena todos os pesares para ver os carros dos sonhos de perto?

Confira abaixo a grande galeria:

Fotos:
Ricardo Varoli

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *