Hino das Mil Milhas Brasileiras

Roncam forte os motores dos carros sem cessar
Campeões vão correr as Mil Milhas Brasileiras
A emoção faz vibrar todos querem antecipar
O futuro vencedor das Mil Milhas do Brasil

Roda para frente campeão
Seu exemplo serve de lição
Prossegues ao rodar a pátria engrandecer
O esporte que praticas faz a indústria enriquecer

Seu rodar é um teste ideal
Valoriza a festa nacional

Leva para o carro
Oh! Campeão
Mil esperanças desta nação
Das Mil Milhas Brasileiras

Panamericana e Centauro Motor Clube
Apresentam a vocês, as Mil Milhas Brasileiras

Roncam forte os motores dos carros sem cessar
Campeões vão correr as Mil Milhas Brasileiras
A emoção faz vibrar todos querem antecipar
O futuro vencedor das Mil Milhas do Brasil

Roda para frente campeão
Seu exemplo serve de lição
Prossegues ao rodar a pátria engrandecer
O esporte que praticas faz a indústria enriquecer

Seu rodar é um teste ideal
Valoriza a festa nacional

Leva para o carro
Oh! Campeão
Mil esperanças desta nação
Das Mil Milhas Brasileiras”

A música pode ser ouvida neste link, disponibilizado pelo grande Bob Sharp.

Sobre o Hino

Este hino ecoava por Interlagos antes das gloriosas Mil Milhas Brasileiras. Foi feito na década de 1950 a pedido de Wilson Fittipaldi, o Barão, e Eloy Gogliano, então presidente do Centauro Motor Clube.
Na primeira estrofe, temos uma descrição do sentimento da corrida.
Nos dois primeiros versos da segunda estrofe, é mostrado como era mitificado o corredor da época, um herói nacional. Ainda na segunda estrofe “Prossegues ao rodar a pátria engrandecer / O esporte que praticas faz a indústria enriquecer” temos o espírito da época com o GEIA (Grupo Executivo da Indústria Automobilística) de Juscelino Kubitschek começando a indústria automobilística no Brasil em 1956.
Em “Seu rodar é um teste ideal / Valoriza a festa nacional” temos mais um pouco da história do Brasil. O primeiro verso se refere aos testes que as montadoras faziam no Autódromo de Interlagos, como o feito por Bird Clemente, que rodou durante 21 dias com um Gordini, mesmo depois de capotar o carro. A “festa nacional” faz referencia ao plano de expansão econômica de JK, cujo lema era “Cinquenta anos em cinco”. Na sequência, a música pede que os heróis, campeões, acelerem a esperança brasileira de um futuro melhor.
Fechando, a Panamericana era a rádio em que o Barão trabalhava, o que possibilitou a realização da primeira corrida em 1956, mas não sem a ajuda do Centauro Motor Clube. Wilson, pai de Wilsinho e Emerson, usava a rádio para atrair patrocinadores.
Além da bela composição, ainda havia o desfile do magnífico troféu de um metro e oitenta pelas ruas de São Paulo, desde a praça Charles Miller, no Pacaembu, até o Autódromo. Nele está gravada a frase que mostrava a grandeza da prova que possuía exatas 201 voltas no traçado antigo de Interlagos: “Glória Imortal aos Vencedores das Mil Milhas Brasileiras”.
Está música se tornou conhecida para nós em uma entrevista concedida por Bird Clemente para o livro-reportagem, quando estávamos ouvindo suas belas histórias, em sua própria sala de estar.
A prova, Mil Milhas Brasileiras, era o evento de gala do automobilismo brasileiro. O primeiro realmente organizado, com patrocinadores e fornecedores. Foi o início do automobilismo brasileiro, trazido principalmente, pelo Barão.
Esta e outras histórias fantásticas Autódromo José Carlos Pace estão no livro “Interlagos: Asfalto, Paixão e Glória”, que se encontra em fase de registro e que, no futuro, iremos lançar.

4 thoughts on “Hino das Mil Milhas Brasileiras

    1. Ricardo Varoli-GearH

      Não precisa agradecer Alexandre, para mim é uma alegria mostrar e relembrar a história do automobilismo nacional!

      Você chegou a ouvir o hino no autódromo?

      abs!
      Glória Imortal!

      Reply
  1. Pingback: Tratores, Touros, Supercarros e 2 Italianos Cabeçudos | GearHeadBanger

  2. Pingback: Entre Ases e Reis no Velocult | GearHeadBanger

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *