Como Funciona o Supercharger?

Agora que já sabemos como funciona o turbo , vou explicar o supercharger, esse mesmo do Fiesta do seu vizinho ou o do carro do Mad Max.

Começando pelo básico, o supercharger, ou compressor, tem a mesma função do Turbo: empurrar mais ar para os cilindros, mas ele executa essa tarefa de maneira diferente, sendo o ponto chave, como ele é acionado.

Diferente do turbo que reaproveita os gases do escapamento, o compressor é ligado diretamente no motor, pela polia do virabrequim, no comando de válvulas, ou em qualquer lugar que o motor possa exercer força.
A explicação do seu funcionamento tem que ser feita analisando primeiramente o tipo de compressor.

A grande sacada na escolha do modelo é a eficiência térmica, a capacidade que ele tem de comprimir o ar sem gerar calor, porque ar quente não é legal para a mistura ar/combustível. Como no turbo, também é possível usar um intercooler.
Deve-se ter em consideração a cilindrada do motor e uso do carro.
Vamos aos tipos, começando com:

Compressor centrífugo

Este modelo se assemelha a um turbo, mas com um lado só. O que seria o lado quente (ver post do turbo) é ligado ao motor e faz girar o lado “frio” a velocidades em trono de 50.000 RPM (contra 250.000 RPM do turbo).
Tem boa eficiência térmica e precisa de baixo torque para funcionar. Costuma ser largamente utilizado, pois é leve e simples.
Além disso, pode ser montado em conjunto com um turbo.

Compressor Lysholm

Também chamado “de parafuso” ou “twin-screw” (do inglês: duplo parafuso), este compressor é bem comum e equipa, por exemplo, o Fiesta do vizinho.
Ele funciona com dois parafusos paralelos que sugam o ar e o comprimem para depois enviá-lo para o motor.
É o mais eficiente de todos, mas é caro, porque precisa ser feito com grande precisão para funcionar direito.
É um modelo bem comum, bastante usado em muscle cars, como o Mustang e o Camaro.
Foi inventado por Alf Lysholm em 1935.

Corte de compressor twin-screw. Note os "parafusos" em azul e vermelho

Blower

O "scoop" (3 círculos vermelhos) é a principal marca do blower. Este está montado no triciclo de 1.000 cv de Tim Cotterill

Apesar de ser o menos eficiente, este é o compressor “bestafera”. Todo muscle car mal encarado e bruto precisa de um desses!
Imortalizado na infância de muitos, a minha, por exemplo, por causa do Pursuit Special, último dos Interceptors V8, a lenda, também conhecida como “carro do Mad Max”.
Passada minha empolgação, o blower, também conhecido como Roots, é o modelo mais antigo de todos. Foi inventado em 1860 pelos irmãos Philander e Francis Marion Roots para seus fornos industriais, from hell!
Ele funciona soprando ar para o motor (daí vem o termo blower, do inglês soprador), por meio de dois rotores. Interessante notar que, apesar de ser considerado um compressor, ele não comprime o ar, mas simplesmente o sopra. Falando de forma mais genérica, é um super-ventilador.
Este modelo funciona bem em carros de alta cilindrada, pois é capaz de deslocar grandes quantidades de ar.
Um bom exemplo do uso, além do carro do Mad Max, é nos dragsters Top Fuel, que usam imensos blowers. Para se ter noção da bestialidade da máquina, estima-se que são precisos 900 cavalos (não estou bêbado, é isso mesmo) para fazer o supercharger alcançar sua eficiência máxima.

Desenho mostra como o ar passa pelo blower

E que vantagem eu levo?

Diferente do turbo que precisa “carregar”, o que gera o lag, o supercharger, ligado diretamente no motor, já começa a funcionar praticamente no primeiro toque no acelerador. Isso traz benefícios, fazendo com que um carro sobre-alimentado funcione de maneira similar a um aspirado, mas com eficiência e potência aumentadas.
Outra vantagem sobre o turbo é a simplicidade na instalação e ainda não é necessário mexer no sistema de escape, já que o compressor gira com a potência do motor, mas aí está, também, sua principal desvantagem…

Nem tudo é perfeito

Como falei antes, o supercharger “rouba” um pouco de potência do motor para funcionar e isso traz outra consequência.
Mais uma vez comparando com o turbo, o compressor depende da força do motor para criar força para o motor. Meio maluco não? O que isso quer dizer é que ele só irá funcionar no seu máximo mais tarde, em altas rotações, enquanto o turbo demora a carregar, mas despeja toda a potência em uma patada só e continua lá desde que a rotação não fique abaixo do seu lag.
Uma solução interessante para unir o melhor dos dois mundos foi dada pela Lancia em 1986 no seu maravilhoso Delta S4 do Grupo B de rali (saudoso Grupo B!). Simplesmente colocaram um compressor para agir nas baixas rotações e um turbo para as altas. No carro há uma válvula que desvia o ar de um sistema para o outro. Não pergunte porque não usaram um turbo variável.

Lancia Delta S4

Se ainda restam dúvidas, coloco um vídeo bem bacana da Eldelbrock explicando o seu supercharger E-Force (twin-screw). O filme também traz várias explicações técnicas:

Curiosidades

Voltando ao rei da Wasteland, Mad Max, lembram da cena do filme em que ele liga o supercharger? Isso acontece só no cinema. Não dá para ligar e desligar o sistema, quer dizer, dar, dá, mas isso necessitaria de uma parafernália estúpida sem nenhum benefício prático, já que é possível usar uma simples válvula para desviar o ar e baixar o consumo de combustível.
Mas é legal pra caramba!
Para finalizar deixo um vídeo com uma seleção de cenas do lendário filme que ajudou este que vos escreve a adorar mais ainda os carros.

 
Fonte das fotos:
http://4.bp.blogspot.com/_Z6Vr6vAoVjA/TM3CsrK1OyI/AAAAAAAASA4/sGt8og_IEt0/s1600/6.jpg
http://vortechsuperchargers.files.wordpress.com/2011/12/v-24-xb105.jpg
http://www.lysholm.us/images/lysholm_2300_supercharger_for_2010_camaro_IMG_1507-cutout.jpg
http://image.popularhotrodding.com/f/10190315/0808phr_02_z+2005_2007_ford_mustang_gt+twin_screw_supercharger.jpg
http://4.bp.blogspot.com/_ZFktH015R7Q/S_UMGi6ap7I/AAAAAAAABpI/jHDDOCg_ABU/s1600/blownhemitrike_13.jpg
http://www.jagweb.com/aj6eng/roots_action.jpg (editada)
Lancia Delta S4: Karl Buchka

56 thoughts on “Como Funciona o Supercharger?

  1. Juliano

    tu fud$&$ meu sonho do filme Mad Max eheheh, queria um compressor pra altas rotações q fosse ligado apenas quando necessário, igual ao dito, por botão kkk, agora já eras :( Iria ajudar o AP 1.6, mas sem precisar turbinar o q acho muita mão. Pensei em custo/beneficio.

    Reply
  2. Edmilson

    Muito legal sua explicacao tirou varias duvidas mas me estigou ainda mais vc sabe onde posso adiquirir um destes tenho um corsa 1.6

    Reply
  3. Júlio Dib

    Olá , soou seu fã, gostaria de saber se é mais viável colocar o blower ou aspirar o v8 302 ( no meu caso) transformando em v8 347, sendo que o gasto vai ser o mesmo.

    Reply
  4. Mamutao

    Cara, mas se eu quisesse um persuit special, mesmo necessitando uma ultra parafernália, do q eu precisaria pra poder ligar e desligar o blower?? Cara, mad max e o meu filme favorito e eu tenho q ter um carro desse, nem q eu tenha q morar dentro dele.

    Reply
  5. eduardo pittondo

    eduardo pittondo eu quero colocar supercharger num ap 2.0 q montei num voyage 83 qual o mais indicado?

    Reply
  6. Gabriel_GT

    Parabéns tópico muito completo,consegui esclarecer todas as minhas duvida,muito obrigado,mais um fã do site.

    Reply
  7. rija071

    Excelente post mas fiquei com uma duvida. Vi que o turbo e o supercharge comprimem o ar dentro dos cilindros e que o blower não. O que é na verdade comprimir o ar nos cilindros, se eles "empurram" o ar da mesma forma para dentro deles?

    Reply
  8. patricia

    o meu supercharge estragou e não tenho dinheiro pra comprar outro quero saber se tem como isolar ele pra fica um motor normal

    Reply
  9. gilberto

    Tenho um Chevette turbo, mas ele esta consumindo muito combustível, com supercharger e muda muito? Não LIGO pelo consumo, LIGO por gastar muito e não entregar a real

    potência. ele ta com 1 kg , bem pro dia a dia.

    Reply
  10. wedson

    bom dia
    tenho um super sarche posso colocar o óleo sintético o mesmo q vai no motor nele?
    pois não encontro óleo para o supersarch nen na autorizada .

    Reply
  11. fabio

    Boa noite tenho um chevette 1.6 89 queria dar um hup no motor será que um supercharger resolveria ele tá original e se puder o que mais teria que mexerox.

    Reply
  12. J leite

    Tenho supercharger m112 original do jaguar é possível coloca lo em um motor ranger v6 4.0, de 1996? Tenho dúvidas quanto ao coletor, onde posso compra lo.

    Reply
  13. decio

    bom dia
    sou Decio gostaria de saber qual seria o modelo ideal de um supercharger para ser instalado em um motor de uma brasilia?
    onde consigo informação e oficina que instala?

    Reply
  14. ian

    tudo bem sou de florianópolis e gostaria de fazer uma pergunta carro Fiesta zetec rocam 1.0 2012 75cv
    carro pra uso do dia-a-dia só usado na faixa de 10 km por dia as vezes nem isso estava pensando em adaptar o compressor super-charger do modelo antigo só para ganhar um pouco mais de torque e também botar freio a disco nas 4 sem abs e remapear a Central de injeção para tirar o limitador que nao me deixa passar de 150km por favor mostre-me seus contras gosto muito do carro mais a unica coisa que falta é potencia bem confortavel mecanica pouco cara e nao incomoda detalhe manjo um pouco de mecânica por isso fiz as revisoes em casa carro com 32.500 rodados

    Reply
  15. ederaldo

    muito bom este teu vidio,mas me fala se vc consegue me ajudar a escolher o meu supercharger

    Reply
  16. RONALDO GOMES

    bom dia
    tenho um chevette com motor ap 1.8 forjado para manobras
    onde encontro pra compar um chager..

    Ronaldo Gomes

    Reply
  17. Alex Costa

    Tenho um Cerato 2012 motor aspirado se colocar o supercharger ele vai aumentar a potência e o consumo dele como fica? E além disso qual o más fácil de achar e tranqüilo pra instalar, por que moro em Salvador BA e não vejo nenhuma oficina especialista.

    Reply
  18. eduardo

    Gostaria de saber de voces se conhecer uma oficina de preparacao de carro no bairro do butanta aqui em Sao Paulo , fico aguardando sua resposta ok.

    Reply
  19. Gabriel De Oliveira

    Boa noite

    Muito show a explicação sobre a diferença dos chargers parabéns

    Mais minha dúvida é a seguinte kk

    Em um opala 6 cilindros qual o melhor charger a se usar, eu sei que entre os lysholm ( que é o que eu tenho vontade de instalar) tem uma enorme variação de chargers para motores pequenos como o fiesta que usa o M24 e para motores enormes que usam o M122 para os monstros V8 kk.

    Dentre essa enorme gama eu gostaria de saber qual um bom aliado para o opala que talvez acabe sendo 4.4 ao enves de 4.1 rs.

    O uso dele seria pra rua mesmo só que tenho a intenção de uma média de uns 600cv sei que é uma potência considerável, mas fazer o que sonho é sonho kk.

    Vi em alguns fóruns falarem sobre o M90, ele ficaria legal para o que eu quero extrair do motor, claro que não vou só instalar o charger irei preparar o motor pra aguentar a potência vou melhorar o fluxo de gases e aumentar quantidade de combustível a ser injetada, ou seja, vou preparar ele inteiro, fora suspensão, freios e todo o resto.

    Vish falei muito kk

    Mas minha dúvida é essa, qual modelo de supercharger usar para o que eu quero??

    Reply

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *